07 fevereiro 2006

ESTREIAS DA SEMANA

APOSTA DE RISCO - TWO FOR THE MONEY
Al Pacino, Matthew McConaughey, Rene Russo, Armand Assante num filme de D.J. Caruso.
“Aposta de Risco” é um drama passado no mundo fervilhante de adrenalina do jogo e apostas desportivas, onde a fortuna se ganha e perde num minuto.


BROKEBACK MOUNTAIN

Finalmente a estreia de um dos filmes do ano.

De Ang Lee

Com: Heath Ledger, Jake Gyllenhaal, Linda Cardellini, Anna Faris, Anne Hathaway, Michelle Williams

DIZEM POR AÍ - RUMOR AS IT

Jennifer Aniston está em grande esta semana pois estreia dois filmes. Um é este DIZEM POR AÍ, realizado por Rob Reiner, onde contracena com Kevin Costner, Shirley MacLaine e Mark Ruffalo.

Sarah Huttinger (Jennifer Aniston) concordou em casar com o namorado, Jeff (Mark Ruffalo), mas está apavorada com a ideia. A sua carreira de jornalista estagnou na página de obituário do New York Times. E agora a irmã Annie (Mena Suvari) decidiu casar-se com o parceiro de ténis e Sarah vai ter que retornar a Pasadena, Califórnia, para assistir ao enlace e isso significa passar tempo com a sua família.

2 comentários:

MIGUEL LISBOA disse...

Ang Lee levou para as montanhas do wyoming, um pouco do que se viu nas Pontes de Madison County, mas numa amplitude ainda mais dramática. O silêncio; aquilo que não se diz; o amor a prazo; as adversidades da vida; a austeridade da luz e do tempo a passar, aliada ao desgosto de se estar longe de quem se gosta. Esse tal silêncio - como se diz no filme - só é atropelado pela harmónica que Jake Gyllenhaal insistia em levar para a montanha, e pelo ensurdecedor desespero de não se poderem amar senão em Brokeback. E esse é o facto que torna esta história universal. A privação do amor, tanto atinge heterossexuais como homossexuais.
As passagens do filme que poderão ser consideradas excessivas por alguns - como a cena inicial na tenda - acabam por ser fundamentais para se perceber ao longo do filme, a verdadeira dimensão do amor que une estes dois homens. É na degradação da relação que cada um deles mantém com as respectivas mulheres - ambas maravilhosas no desempenho - que reside a verdadeira natureza dos afectos destas personagens. Desprovidas no início do filme, quer de afectos, quer de bens, terão de optar alguns anos mais tarde pela opção menos confortável e seguramente, pela mais dramática, na América dos 60. Música excepcional. Óscares para eles.

papagueno disse...

Obrigado Miguel pelo excelente comentário.