13 agosto 2007

PARABÉNS HITCHCOCK


Alfred Joseph Hitchcock (Londres, 13 de Agosto de 1899 — Los Angeles, 29 de Abril de 1980)


Alfred Hitchcok foi um dos mais populares realizadores do século 20. Mestre na arte do suspense conseguia pôr o espectador num elevado grau de ansiedade. O espectador geralmente, sabe sempre algo mais que a personagem e fica sempre agarrado para tentar saber o que vai acontecer. Com a ajuda da música e do jogo de luzes "Hitch" conseguia manipular as emoções do público.

THE SKIN GAME, 1931

A sua carreira tem dois grandes períodos distintos:
O período inglês (1922-1939) é talvez o mais criativo e o menos conhecido. durante este período rodou pérolas como "The The Pleasure Garden" (1925), "Blackmail" (1929), O Homem que Sabia Demais (1934) mais tarde seria alvo de um "remake" com Doris Day e James Stewart, "Os 39 Degraus" (1935) e "Sabotagem" (1936).

PSYCHO, 1960


JANELA INDISCRETA, 1954

O período Americano:

Em 1940 roda o seu primeiro filme em Hollywood. Agora Hitchcock tem ao seu dispor as maiores estrelas do mundo do cinema. Laurence Olivier e Joan Fontaine são os protagonistas de "Rebecca", um dos seus melhores filmes, inspirado na obra de Daphne Du Maurier. O realizador inglês vai aproveitar ao máximo os recursos de Hollywood. grandes actores como James Stewart ou Cary Grant passam a ser presença regular nos sues filmes.


VERTIGO, 1958


Mas é no universo feminino que "Hitch" vai buscar muita da inspiração dos seus filmes. É agora que aproveita para explorar um certo fetiche pelas loiras. mas não foram só loiras: Grace Kelly, Doris Day, Kim Novak, Eva Marie Saint, Shirley MacLaine e, claro, a deslumbrante Ingrid Bergman foram algumas das grandes actrizes que brilharam nos seus filmes.

INTRIGA INTERNACIONAL, 1959

Nas minhas memórias de Hitchcock, não podia deixar de falar de uma das coisas que mais me divertia: era sempre estar atento para ver quando "Hitch" apareceria num dos seus famosos "cameos". O realizador apareceu em muitos dos seus filmes, como figurante; ou era o homem que descia do autocarro em "Intriga Internacional", o companheiro do pianista em "Janela Indiscreta" ou apenas uma aparição numa foto em "Dial M for Murder".

Hitchcock faleceu em Los Angeles no dia 29 de Abril de 1929, poucos meses após ser condecorado pela raínha de Inglaterra.

2 comentários:

Maria disse...

Dia de génios e de homenagens. Vertigo e Janela Indiscreta são-me particularmente queridos. A sedução de ser conduzido é grande, o poder magistral e eterno. Parabéns, Alfred!

avelaneiraflorida disse...

Papagueno!!!!

Sempre atento!!!
Claro que não se poderia ignorar o grande mestre do SUSPENSE!!!!

Bjks