01 setembro 2009

OS SACANAS SEM LEI DE TARANTINO


O que me levou a regressar a este blogue e escrever estas linhas foi “Sacanas sem Lei”, o mais recente delírio de Quentin Tarantino. Como tem acontecido em algumas das anteriores obras do cineasta americano, é um daqueles filmes que os seus críticos vão odiar e os fãs venerar. O realizador de “Pulp Fiction” tem destas coisas. Uma das principais críticas feitas a “Sacanas sem Lei” é a falta de rigor histórico do argumento. Realmente o filme é de fazer arrepiar qualquer historiador que se preze. No entanto a intenção do autor de “Reservoir Dogs” não era de fazer um filme histórico mas sim uma ode ao cinema, tendo como pano de fundo a França ocupada durante a II Guerra Mundial. Já nos habituámos às constantes referências cinematográficas nos filmes de Tarantino mas “Inglourious Basterds” é ele próprio uma pequena homenagem à história da sétima arte.

A belíssima sequência inicial tem um plano que recorda os velhos westerns olhamos para aquela casa isolada e esperamos ver surgir ao longe um grupo de cavaleiros prontos a destruir tudo à sua volta. No filme de Tarantino em vez de cavaleiros temos os soldados nazis liderados pelo Coronel Hans Landa, protagonizado por um fabuloso Christoph Waltz, sem dúvida o melhor de todo o filme. A sua missão é de encontrar judeus escondidos entre a população que tenham conseguido escapar às anteriores deportações. Hans Lada é um oficial da Gestapo, duro, cruel, cínico mas muito pragmático. Os melhores diálogos do filme estão mesmo a seu cargo.

Brad Pitt, É o galã de serviço, tem pouco de charmoso, é um campónio abrutalhado com sotaque do Tenessee, sangue apache e sedento de sangue nazi. Ele constitui uma unidade especial constituída por judeus que vai aterrar na França ocupada com o único intuito de massacrar e escalpar soldados nazis. O nome da personagem de Pitt é Aldo Raine, uma óbvia referencia ao actor Aldo Ray (1926-1991) que curiosamente cumpriu serviço militar na Marinha Americana durante a II Guerra Mundial.


No entanto as referências cinematográficas não se ficam por aqui, O Tenente Archie Cox (Michael Fassbender) é crítico de cinema especializado no cinema de Weimar. Esta foi a grande época de ouro do cinema alemão que compreende o período entre as duas guerras. O filme de Tarantino cita especialmente Georg Pabst (1885-1967) o realizador de A Buceta de Pandora de 1929. Pabst e Riefenstahl (1902-2003) são referências recorrentes em todo o filme.

O argumento é simples: O Tenente Archie Cox tem por missão aterrar em França para se juntar aos “Basterds”, e aliados a uma estrela do cinema alemão, vão mandar pelos ares o cinema onde se encontrarão todas as altas figuras do regime nazi, incluindo o próprio Führer.

Finalmente a banda sonora, sempre importante nos filmes do realizador americano, não deixa de ser ela também, uma homenagem ao próprio cinema. A maior parte dos temas evocam os velhos westerns de Sérgio Leone (1929-1989) através da música de Ennio Morricone. A sequência inicial surge ao som de “The Green leaves of Summer” música do filme “The Alamo” (1960), interpretado e realizado por John Wayne (1907-1979). Finalmente aquela que na minha opinião é a melhor música de todo o filme: “Cat People Putting out the Fire” de David Bowie, tirada do filme “Cat People” (1982) de Paul Shrader.

13 comentários:

Gabriel Von Borell disse...

Tem selo lá no Um Olhar Além da Tela para você !

Abraços .

Mari Figueiredo (Camera Cine) disse...

gostei muito do seu blog, vou deixar ate um link no meu pois pretendo visitar mais, bjs!

Cristiano Contreiras disse...

Boa dica, blog incrivel!

Rodrigo disse...

Olá,

Estive vendo algumas coisas no seu blog. Tenho uma proposta: você não gostaria de ganhar 50 euros por mês por inserir pequenos links dos nossos anunciantess? São 50 euros mensais por cada blog que for cadastrado, tendo também a possibilidade de acrecentar este dinheiro adicionando blogs ao nosso sistema de anunciantes. Estes links não atrasam o acesso ao seu site -links de pequenas empresas, nada estranho. Tire a suas dúvidas por email, o meu msn é rodrigodinheirodasilva@gmail.com

Mais informação:
http://blogsdegrana.blogspot.com/

Estou aguardando a tua resposta,


Rodrigo

Anónimo disse...

Zé Pedágio

Hneto disse...

Tarantino em busca de sua obra prima? Ainda não foi dessa vez, mesmo que Brad Pitt pergunte no final.

オテモヤン disse...

オナニー
逆援助
SEX
フェラチオ
ソープ
逆援助
出張ホスト
手コキ
おっぱい
フェラチオ
中出し
セックス
デリヘル
包茎
逆援
性欲

Viking Hiccup disse...

Um dos meus filmes favoritos do ano. Merecia mais da academia.

Faith ~ Rocket Queen disse...

Entrou pra minha lista. Confio em Tarantino, é um cara incrível, aposto que esse filme também o é.
Ótimo blog, acompanharei sempre!

Bjs

Josy Ellerbrock disse...

Olá, estou procurando parcerias e gostei muito do seu blog então gostaria de te propor uma.

Se aceitar me mande um aviso por um comentário no meu blog http://xonadosporcinema.blogspot.com/

Abraço.

Renata Rocha disse...

Estou dirigindo um longa-metragem sobre a vida e a obra de Emanoel Araujo, para seguir é só visitar o blog do filme www.emanoelsemfronteiras.com

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

O blog tá bem bacana!
Parabéns e VIVA O CINEMA

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

Juliana Ferreira disse...

Uau. Adorei o blog. Vai já para a minha lista de favoritos.
Eu também comecei há pouco tempo. se quiserem ver é em http://cinemofilia.blogspot.com/
Continua o bom trabalho.