03 Janeiro 2006

O VIOLINO VERMELHO



Há muito tempo que era um dos filmes que eu mais queria ver, hoje finalmente tive essa oportunidade.
O VIOLINO VERMELHO, LE VIOLIN ROUGE
O filme é realizado pelo Canadiano François Girard. O Violino Vermelho é uma produção canadiana e tem a particularidade de ser falado em vários idiomas: italiano, alemão, francês, inglês e mandarim. "O que fazer quando a obra de arte mais perfeita nos cai nas mãos?", Este é o dilema de Samuel L. Jackson.
Ano de 1681, o famoso fabricante de violinos Nicolo Bussotti decide criar o violino perfeito como prenda para o seu filho ainda por nascer. quase no fim da obra a sua esposa morre ao dar à luz, morto pelo desgosto decide acabar o violino e pintá-lo de vermelho. Ao longo dos séculos o violino vai andando de mão em mão: Desde um menino prodigio em Viena, passando por um grupo de ciganos que o oferecem a um virtuoso mas excêntrico violinista inglês até que acaba nas mãos de uma jovem chinesa durante a revolução cultural de Mao. Em 1997 o instrumento aparece em Montreal inserido num lote a ser leiloado. É quando o investigador Charles Morritz(S.L.Jackson) o descobre e reconhece de imediato que se trata do famoso Bussotti vermelho desaparecido após a morte do violinista inglês Frederike Pope. agora o dilema é: O que fazer com tão perfeita obra de arte?
O filme é composto por um grandioso elenco internacional onde se destacam Samuel L. Jackson, Greta Scacchi e Jason Fleming. Um belo filme, que conquistou o Óscar para melhor banda sonora original em 2000. Já que estamos no mês em que se celebram os 250 anos do nascmento de Mozart, porque não aproveitar para ver ou rever este filme?

4 comentários:

Anónimo disse...

alguém sabe se há o livro (em portugues) deste filme?

papagueno disse...

Eu acho que sim, penso que já o vi à venda em qualquer sítio.

Anónimo disse...

voces já assistiram o filme oque acharam das cenas picantes?

rogerio franco disse...

A cena drámática do filme é quando ele enverniza o violino. Ele não o pinta de vermelho. A cena dá a entender que ele adiciona ao verniz, sangue do corpo da mulher morta. Por isso o violino adquire essa tonalidade vermelha. É também isso o que o investigador utiliza para autenticar o violino.